sábado, 26 de junho de 2010

Versos para a Noite

Bela escuridão intensa
que nos banha com sua seda negra
por estrelas pontuada, densa.

Ela que disfarça
que faz graça
que estreita
que espreita

Em seu silêncio absoluto
apuro os ouvidos por um instante
ouvindo o nada inconstante
da noite em seu escuro luto

Um comentário:

  1. adorei o blog, to seguindo, segue o meu?

    http://livreelouca.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Desde já agradeço o comentário. Volte mais vezes!